" Sigo em frente, pra frente eu vou
sigo enfrentando as ondas onde muita gente naufragou ..."



sábado, 13 de abril de 2013

Partido de Feliciano pode apoiar Eduardo em 2014














Por Cláudio Santos

O governador Eduardo Campos (PSB), que também preside nacionalmente seu partido, é conhecido por cativar aliados e conquistar admiradores. Mesmo negando oficialmente sua candidatura à Presidência da República em 2014, o socialista começa a se movimentar e ganhar seus primeiros aliados no cenário nacional.
Um dos partidos que cogitam uma possível parceria eleitoral com Eduardo na próxima eleição é o Partido Social Cristão (PSC), que ganhou os holofotes da mídia por conta da nomeação do pastor evangélico Marco Feliciano à presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal.

“Eu, pessoalmente, estou trabalhando para que isso aconteça [apoiar Eduardo Campos em 2014]. Mas há uma tendência no partido para que a gente siga candidatura própria. Hoje, o PSC está na base do governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Em política, a gente precisa de tempo para tomar certas posições”, disse o presidente estadual do PSC e ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Lula Cabral.

Segundo ele, Eduardo “enche o coração de todos de esperança” ao falar que poderá “fazer muito mais”, em referência ao atual modelo de gestão adotado pelo PT.

Apesar do mistério e do clima de indefinições, Lula Cabral revela que a legenda começa a discutir o projeto eleitoral em 2014. O social-cristão, que conseguiu eleger um sucessor no Cabo na última eleição, o atual prefeito Vado da Farmácia (PSB), terá um encontro com o vice-presidente nacional da legenda na próxima quinta-feira (18), no Recife. Na pauta, entram o fortalecimento do partido no Estado, a formação de composições e, claro, a eleição presidencial de 2014.

“Eu gosto quando o governador fala que é para se discutir 2014 em 2014. Pois, imagine se o ex-presidente Lula (PT), decide disputar a eleição? Muda tudo. Então, em política a gente não tomar certas posições. É muito dinâmico. Agora, existe uma corrente forte em todo o país em prol de Eduardo Campos, que vê o governador com bons olhos graças ao seu modelo de gestão em Pernambuco", completa Lula.

Um comentário: